O projeto 

Show More

    Aerodinâmica: Estudo do escoamento de ar através da aeronave e de suas superfícies sustentadoras, busca obter os coeficientes de cada perfil e superfície, e também otimizá-los, para maximizar o desempenho da aeronave (menos arrasto, mais sustentação, etc). Utiliza métodos presentes em literatura especializada e softwares próprios para cada tipo de análise como, por exemplo, CFD.



 

    Desempenho: Estudo do comportamento da aeronave durante cada etapa do voo, desde a decolagem até o pouso. Com as características da aeronave, como os coeficientes determinados em Aerodinâmica e o peso vazio, calcula-se a carga máxima que a aeronave transportará, distância de decolagem e pouso, entre outros. Se alguma destes comportamentos não estiver condizente com o regulamento ou ainda tiver potencial de melhoria, a equipe buscará corrigir o problema para obter a máxima pontuação possível.



 

  Projeto Elétrico: Um modelo de aerodesign tem o deslocamento das superfícies móveis dado por servos atuadores, alimentados por uma bateria. Para formar um circuito servo-bateria existem extensões ligando esses componentes, enquanto que para tornar o avião radiocontrolável um receptor também deve ser acoplado a esse circuito, formando assim um circuito base de toda a aeronave. Visando confiabilidade e redução de peso, o projeto elétrico pretende modelar esses elementos, eventualmente adicionando quando necessário, outros componentes como voltwach, BEC e chave on-off.



 

  Estabilidade e Controle: Verifica se a aeronave é naturalmente estável e facilmente controlável pelo piloto. Utiliza diversos métodos descritos na literatura especializada para a estimativa de como a aeronave se comportaria caso fosse submetida a uma condição adversa e como esta se estabiliza. Também dimensiona as superfícies de controle para que a aeronave seja controlável em qualquer condição de voo.



 

  Cargas e Estruturas: Dimensiona as estruturas da aeronave para resistir aos carregamentos presentes durante o voo. Utiliza métodos presentes na literatura específica e softwares de análise pelo método dos elementos finitos para dimensionar os componentes estruturais da aeronave, garantindo que resistirão a todos os esforços ao quais serão submetidos e visando o menor peso possível. Com os componentes dimensionados, são realizados ensaios para validação das análises.

 

 

  Desenho e Fabricação: Modelagem e desenho de todas as peças utilizadas na aeronave, e também o estudo dos meios de fabricação e montagem. Com as dimensões e características definidas, todas as peças da aeronave são modeladas através de um software de CAD, juntamente com o estudo das etapas de fabricação, e viabilidade construtiva com os materiais escolhidos, para que as estruturas da aeronave sejam construídas para ensaios, e montagem de protótipos e aeronaves oficiais.

  Além das áreas descritas, existe uma etapa multidisciplinar do projeto que tem por objetivo determinar qual será o tipo de aeronave mais vantajosa de acordo com o regulamento atual, que considera fatores de todas as áreas acima, idéias novas e soluções passadas bem-sucedidas. Com o projeto pronto, a equipe escreve um relatório técnico sucinto descrevendo todas as análises, considerações e ensaios realizados para avaliação pelo comitê técnico do Aerodesign. Posteriormente, esse projeto também é moldado em uma apresentação oral, que é apresentada no primeiro dia da competição.

  Assim como o projeto propriamente dito, a equipe se preocupa com o gerenciamento das tarefas entre os membros, administração dos recursos disponíveis, marketing e busca de novos patrocínios, logística para a competição e seleção e treinamento de novos integrantes. Proporcionando então, experiência e conhecimento muito além do que é aprendido em sala de aula para os membros que participarem ativamente do Aerodesign.

   Um projeto de Aerodesign pode ser dividido em várias áreas, que costumam ter grande intercâmbio de informações entre si, e que representam áreas de projeto de engenharia aeronáutica, como: